micose

Matricectomia e Cantoplastia (Cirurgia da Unha Encravada)

A unha encravada (Onicocriptose) ocorre quando uma das pontas da unha, ao crescer, literalmente “penetra” na pele em volta dela. O processo decorre de um aumento na pressão sobre a unha ou suas pregas, causado principalmente pelo ato de apará-las de forma errada ou usar sapatos apertados ou de pontas finas. O encravamento se caracteriza pela inflamação e vermelhidão dos cantos da unhas, que podem até mesmo soltar pus e provocar dores com intensidade variada.

Matricectomia e Cantoplastia são técnicas mais popularmente conhecidas como cirurgia da unha encravada. O tratamento é realizado com anestesia local e consiste na retirada parcial ou total da unha doente.

As principais indicações da cirurgia do aparelho ungueal são:
• Alívio da dor nos casos de onicocriptose (unha encravada)
• Biópsia para o diagnóstico e tratamento de doenças;
• Tratamento das hipertrofias das dobras laterais e anterior consequente aos processos inflamatórios repetitivos;
• Remoção de tumores;
• Correção de deformidades congênitas ou adquiridas.

Existem diversas formas de tratamento conforme o problema se apresenta:

Fenolização: técnica minimamente invasiva que consiste na aplicação de um ácido (fenol 88%) visando a destruição da porção encravada da unha e a sua remodelação.
Cantoplastia: é a retirada cirúrgica da chamada hiperplasia, que muitas vezes se dobra sobre o canto e a unha, causando sangramento e inflamação e a reparação do canto ungueal;
Matricectomia: é a diminuição da largura da unha pela raiz (matriz) para adequar a unha ao leito;
Onicoplastia: é a junção das técnicas anteriores.

A Onicoplastia é a cirurgia mais realizada, pois muitas pessoas chegam com anos de inflamações repetidas, que alteram tanto a anatomia do canto do dedo, que essa cirurgia passa a ser a única solução viável.

Quanto antes se trata a unha encravada, seja ela por corte errôneo ou por alterações anatômicas do dedo, mais natural fica a aparência do dedo operado.

________
Referências: SBD, SBCD, Tratado de Dermatologia de Fitzpatrick e Manual de Dermatologia Clínica de Sampaio e Rivitti
Colaboração: Dra. Daniela Velozo – médica dermatologista