intradermo

Intradermoterapia

A Intradermoterapia consiste na aplicação de medicamentos na pele ou tecido subcutâneo. Esse método é capaz de estimular o tecido que recebe os medicamentos tanto pela ação da puntura quanto pela ação dos fármacos injetados. O procedimento é doloroso, porém muito bem tolerado com a aplicação prévia de anestésicos tópicos ou locais.

Ela tem como intuito proporcionar uma alta concentração do fármaco (remédio) no local de ação, com poucos efeitos colaterais, visto que a absorção e concentração deste no sangue é muito menor do que se fosse dado por via oral.

Deve ser realizado por profissional capacitado, com produtos de procedência confiável e sob rigorosas condições de assepsia para a segurança do tratamento.

Apesar de ser empregada como técnica coadjuvante no tratamento de celulite, gordura localizada, estrias, rejuvenescimento as duas únicas indicações que têm respaldo científico documentado são tratamento de quelóides e Alopecia Areata com a utilização de corticóide de alta potência (acetato de triancinolona).

Nos primeiros dias após o procedimento a região tratada pode ficar dolorida e alguns hematomas podem ser notados. Independente da indicação, os resultados são atingidos de forma lenta e gradual e várias sessões são recomendadas dependendo de cada caso. O intervalo entre as sessões geralmente é semanal ou quinzenal.

________
Referências: SBD, SBCD, Tratado de Dermatologia de Fitzpatrick e Manual de Dermatologia Clínica de Sampaio e Rivitti
Colaboração: Dra. Daniela Velozo – médica dermatologista