tumor

Tratamento de tumores de pele benignos e malignos

Um tumor é um crescimento anormal de células em qualquer tecido do seu corpo. Existem tumores benignos e malignos (câncer). Eles geralmente surgem quando as células se subdividem excessivamente no corpo. Tumores malignos podem ser graves, a depender do local que crescem e sua capacidade de se espalhar para outros órgãos (metástase).

O tratamento de tumores consiste na remoção cirúrgica das lesões da pele utilizando técnicas especializadas para preservar a saúde, a funcionalidade e a aparência da região tratada.

Embora nenhuma cirurgia fique sem cicatrizes, o cirurgião plástico fará o possível para tratar o câncer de pele sem mudar radicalmente a aparência do paciente. Embora todos os esforços sejam feitos para manter a aparência, deixando-a a mais natural possível, o fator mais importante é que o câncer de pele seja efetivamente curado. Em alguns casos, a reconstrução pode exigir mais de um procedimento para que se obtenham os melhores resultados.

A reconstrução pode proporcionar uma aparência mais natural, no entanto, nenhuma reconstrução é perfeita. Cicatrizes visíveis permanecerão sempre nos locais de incisão. Também, podem-se esperar alterações visíveis de cor, de textura e demais diferenças na pele em áreas reconstruídas.

Preserve sua saúde: a exposição solar nas áreas em cicatrização pode resultar na formação de cicatrizes com pigmentação irregular (vermelhas, acastanhadas ou enegrecidas). Depois de ter sido diagnosticado com câncer de pele, o paciente apresenta maior risco de desenvolver novamente esse tipo de câncer do que a população geral. O câncer de pele também pode reincidir. Por isso é importante fazer o autoexame de lesões suspeitas regularmente e agendar o exame periódico para rastreamento de câncer de pele com o médico dermatologista.

________
Referências: SBCP, Plastic Surgery Grabb and Smith e Cirurgia Plástica fundamentos e Arte, Mélega
Colaboração: Dra. Daniela Velozo – médica dermatologista