plastica_hplas

Eletrocauterização

A Eletrocauterização é um procedimento cirúrgico destrutivo usado para tratar lesões cutâneas benignas e pré-malignas. Na eletrocauterização a lesão é carbonizada por eletricidade e calor. O material pode ser coletado e mandado para análise patológica ou não.

Normalmente, este procedimento é usado para retirar hiperplasias sebáceas, acrocórdons e ceratoses seborreicas. A recuperação é rápida, normalmente o paciente retoma as suas atividades no mesmo dia, e o ferimento cicatriza em até 14 dias. É recomendado não expor a área ao sol por dois meses.

Geralmente, associa-se a exérese cirúrgica com tesoura, shaving ou curetagem para remoção das lesões a serem tratadas e faz-se uma segunda eletrocoagulação, mais suave, para interromper o sangramento. Logo após a sua realização, forma-se uma crosta que é eliminada, gradativamente, com a cicatrização da ferida cirúrgica.

________
Referências: SBD, SBCD, Tratado de Dermatologia de Fitzpatrick e Manual de Dermatologia Clínica de Sampaio e Rivitti
Colaboração: Dra. Daniela Velozo – médica dermatologista