plastica_hplas

Biópsia Cutânea

A biópsia é um procedimento simples, em que um pequeno fragmento da pele ou da mucosa é retirado para análise patológica, com o objetivo de diagnosticar um tumor ou uma doença da pele.

Há dois tipos de biópsias da pele: por “shaving” uma lâmina ou bisturi especiais são usados para retirar uma pequena amostra da pele, deixando uma cicatriz lisa; por “punch” um aparato redondo e cortante entra na pele, retirando uma coluna de tecido.

A espessura de tecido retirado irá depender da região do corpo. Normalmente neste caso é necessário fechar a área com pontos. A pequena peça retirada é enviada ao laboratório. Durante o procedimento é aplicado anestesia local.

Também é possível realizar a biopsia cirúrgica em que toda a área retirada é enviada para o exame. Esses casos são reservados para lesões tumorais e doenças que atingem a área mais profunda da pele. Algumas lesões ulceradas também podem necessitar desse tipo de biópsia.

________
Referências: SBD, SBCD, Tratado de Dermatologia de Fitzpatrick e Manual de Dermatologia Clínica de Sampaio e Rivitti
Colaboração: Dra. Daniela Velozo – médica dermatologista